Desculpem, mas não consegui resistir a mais esta

em

No seguimento do post anterior, só me apraz dizer: FILHOS DE UMA GRANDE PUTA, gozam com a nossa cara brutalmente. Segue-se o motivo de mais esta fúria, na íntegra:


"Directores gerais ou equiparados vão receber subsídio de residência caso habitem a 100 ou mais quilómetros do local onde está sediado o serviço para o qual foram nomeados, determina um despacho conjunto do ministro das Finanças, Teixeira dos Santos, e do ministro da Presidência, Silva Pereira, publicado na passada sexta-feira em Diário da República.


O documento específica que só quem tem um vencimento superior a 1303,78 euros mensais (índice 405 da Função Pública) é que tem direito a auferir o novo subsídio de residência. É o caso da presidente da comissão executiva do Instituto Português da Juventude (IPJ), Maria Fernanda Bruçó Geraldes de Barros Vale, que tem residência no Porto quando o IPJ está sediado em Lisboa. Maria Fernanda Barros Vale foi nomeada em Fevereiro de 2004, mas o despacho só produz efeitos a partir de 12 de Março de 2005. A presidente do IPJ recebe por dia 28,42 euros, ou seja, 852,75 euros por mês. O subsídio mensal de residência tem um valor correspondente a 50% de 56,85 euros, valor da ajuda de custo diária a atribuir a um funcionário público com um vencimento superior a 1303,78 euros."

in Correio da Manhã de 06/06/06

(dia da Besta, no caso das Bestas de S. Bento)

E eu pergunto: porque não criar um subsídio para comportar as despesas com a pomada para as hemorróidas dos senhores ministros que passam horas sentados com os seus cus nas cadeiras dos gabinetes ou nos carros do estado? Era uma boa ideia, mas claro, só para quem tiver a merda do ordenado de pelo menos 1300 euros. Então? Esses é que precisam de ajuda. Eu trabalho a +- 80 km de casa e ninguém me paga as viagens, daí a opção pelo comboio. Ah! É verdade, eu não sou directora geral, sou uma mísera técnica...perdoem-me esta presunção. Não me posso equipar a esses coitados que já por si ganham tão mal e ainda se criam subsídios para os ajudar. A "senhora" do IPJ, coitadinha, ganha mais de subsídio que eu de salário! PUTA! VACA! COÇADORA DE MICOSE!

Desejo do fundo do meu ser que vão todos para a puta que os pariu!

12 comentários:

SentadaAoLuar disse...
sexta-feira, junho 09, 2006 8:46:00 da tarde

Puta q os pariu, é pó bujon de todos eles!!

lu.a disse...
sexta-feira, junho 09, 2006 11:24:00 da tarde
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
lu.a disse...
sexta-feira, junho 09, 2006 11:27:00 da tarde

olá Blossom! É a 1º vez que visito o teu blog e devo dizer que ADOREI, já para não falar que concordo na íntegra com tudo o que escreveste neste post!

Bom fds, volto cá na 2º feira :)

Tia Cremilde disse...
sábado, junho 10, 2006 3:31:00 da tarde

é preciso ser-se bem filho da puta para se sair com esse "despacho". chupistas do caralho que me enfurecem e me fazem escrever uma quantidade de palavrões por metro quadrado acima dos limites do aceitável... e então os professores, alguns colocados a mais de 300 km da residência e das famílias, que educam os filhos dos senhores ministros e deputados, para esses, nada? nem actualização dos ordenados? Fodam-se mas é... baldes de merda e moscas para esses bandalhos chupistas!

Mitsukai disse...
sábado, junho 10, 2006 3:48:00 da tarde

Eu nem preciso dizer nada!!Tá tudo dito!!

Paula disse...
sábado, junho 10, 2006 5:50:00 da tarde

Reitero o que a tia disse... Este ano fui colocada a uma distância de cento e muitos kilómetros de casa, com apenas 9 horas... O salário não chegava a 400 euros... Quando fiz as contas, com portagens, gasóleo e refeição (dentro da escola) não ganhava o suficiente para me pagar estas despesas básicas!! Ninguém me ofereceu nenhum subsídio e quando pedi para me concentrarem as aulas (para não ter de ir 5 dias por semana por tão pequeno número de horas, a resposta foi "Quer, quer, não quer, não quer não falta quem queira"!!

Casemiro dos Plásticos disse...
sábado, junho 10, 2006 6:13:00 da tarde

nem mais filho de uma ganda puta!
dasse!

tuga disse...
sábado, junho 10, 2006 9:50:00 da tarde

Fodam-se e refodam-se...........
já briguei em tempos por causa desse subsidio e depende da cara do gajo que está la. Ja recebei uma vez e depois nicles....

Apoiado.

kiko disse...
domingo, junho 11, 2006 1:09:00 da tarde

sem desprimor da mãezinha remelosa que os deu à luz, claro! Quanto ao creme hemorroidal, aconselho a extensão do subsídio aos que, por motivos jobeiros, necessitam de polir o cú de minitros com a língua, para esses, talvez um halibut spray de administração interna, já que o creme é capaz de saber um pouco mal, e não queremos dirigentes de cara torta. Já agora junto-me à indignação com um: PUTA QUE OS PARIU! bj

Visi disse...
segunda-feira, junho 12, 2006 10:06:00 da manhã

Compreendo a tua revolta... mas infelizmente não vale a pena criarmos revoltas e cólites nervosas dentro de nós pois não poderão alterar nada. Para "eles" haverá sempre grandes subsidios e coisas que tais. Prefiro preservar a minha saude do que desgastar-me com eles.

beijocas, fica em paz.

(sabes, a exteriorização da revolta por coisas inuteis faz-nos mal...pensa nisso)

ME disse...
segunda-feira, junho 12, 2006 10:41:00 da manhã

Os teus desejos são os meus querida Blossom... todos uns Xulosss e filhos da puta!! Tudo a arder no inferno é o que era!

bjos

Menina_marota disse...
segunda-feira, junho 12, 2006 11:04:00 da manhã

Está tudo dito!! É a "miséria" do País que temos, do País, não! De quem nos "governa"!!

Como lamento os pobres, sem nada...

Um abraço ;)

eXTReMe Tracker