...

em

Queria só clarificar uma coisa. Não há qualquer tipo de contradição nas minhas palavras no post anterior. Toda a gente sabe (quem acompanha a Vida de Gi há algum tempo) que eu odiava aquele emprego, por causa da falta que fazer, do sector onde estava inserido, das pessoas que lá trabalhavam e do chefe penteadinho que deixou aquilo na bancarrota. Estive lá três anos, sempre a tentar sair, mas sem nunca conseguir. Ao tentar sair, é evidente que senti uma grande alegria quando absorvi a ideia de que não tinha de regressar para lá, que o meu martírio tinha terminado, nunca mais teria de me levantar de madrugada, apanhar o comboio, o metro (desde as 6h30 – hora de me levantar, até às 9h00 – hora a que entrava) e a mesma coisa para vir para casa. Sim, fiquei muito muito contente. Apesar de ter um chefe novo, dois colegas com quem me dava super bem, mas nada disso era suficientemente compensador com a falta de motivação que eu sentia. Agora imaginem serem confrontados com a comunicação da extinção do vosso posto de trabalho, por falta de produtividade (verdade, mas faltava porquê? Por causa da má gestão do penteadinho… ai se vocês soubessem…), e sem quererem pagar-me o mísero valor a que tenho direito. Aquilo apanhou-me de surpresa, e depois de conseguir resolver tudo a bem e ir receber tudo a que tenho direito, não posso deixar de me sentir frustrada por ter sido dispensada e de perder o pouco que ganhava todos os meses…
É, portanto, uma situação que me fez sentir muito muito contente, mas por outro lado frustrada e com a sensação de falhanço tremenda. Capice?
Beijos e queijos a todos e obrigada pelas vossas palavras de apoio!


12 comentários:

Sofia disse...
domingo, setembro 07, 2008 2:25:00 da tarde

De emprego precisamos quase todos... trabalho ainda se vai arranjando. Ânimo e atira-te de cabeça na busca de um novo trabalho.

Um abraço cheio de força.

Miguel disse...
domingo, setembro 07, 2008 7:27:00 da tarde

a minha avó já dizia "de hora a hora Deus melhora.."

por isso há que não perder a esperança :)

vai-te correr tudo bem não desanimes...

Beijinho

Cati disse...
domingo, setembro 07, 2008 11:23:00 da tarde

BOA SORTE!

Paulo disse...
segunda-feira, setembro 08, 2008 8:39:00 da manhã

Estranho era se sentisses apenas e só contentamento, sem nenhuma sensação de perda ou de frustração.
Compreendo que queiras ter saído de lá e até acho que, se não estava feliz e motivada, foi o melhor para todos.
Agora há que meter mãos à obra e procurar um novo emprego.
Não vai ser fácil, mas o conselho que eu te posso dar nesta altura é: não deixes acomodar na situação.

FORÇA NISSO!!! ;)

DeusaMinervae disse...
segunda-feira, setembro 08, 2008 9:57:00 da manhã

Lamento imenso que tenhas ficado sem emprego...:( Mas trabalhar num sítio que não se goste tb é um sacrifício diário. Se fossem de Lisboa talvez conseguisse algo... :/

Beijinho

Francis disse...
segunda-feira, setembro 08, 2008 1:27:00 da tarde

Capice.

Andreia do Flautim disse...
segunda-feira, setembro 08, 2008 2:42:00 da tarde

Eu percebo-te!!

ME disse...
segunda-feira, setembro 08, 2008 11:34:00 da tarde

Força e para a frente é que esta o caminho certo.

Beijinhos e good luck

anovska disse...
terça-feira, setembro 09, 2008 9:18:00 da manhã

ânimo fofa!
have faith :)

Beijufa

Luny disse...
terça-feira, setembro 09, 2008 3:13:00 da tarde

Não te sintas frustada com essa merda! Pensa que a extinção do posto de trabalho por falta de produtividade, foi a melhor coisinha que eles arranjaram para tentar não te pagar tudo e que, afinal, não conseguiram levar a deles avante!! Força e coragem pra enfrentares o mundo dos desempregados.

Capitão Merda disse...
terça-feira, setembro 09, 2008 3:33:00 da tarde

Já pensaste em inscrever-te no PS?

Que tudo se venha a compor, são os meus votos.

susana disse...
quarta-feira, setembro 10, 2008 11:36:00 da manhã

que desnaturada que sou e que ausente Deus meu. não sabia nada do que se estava a passar contigo. só te posso desejar toda a sorte do mundo. espero que novas e boas janelas se abram. BOA SORTE!

eXTReMe Tracker