Thoughts

em
Li algures que as três coisas mais dificeis de se dizer são: "amo-te", "desculpa" e "ajuda-me".


Não concordo nada com isso...

22 comentários:

SA disse...
terça-feira, outubro 02, 2007 12:47:00 da tarde

"desculpa" peço muitas vezes... as outras acho que nem tanto :(

Cati disse...
terça-feira, outubro 02, 2007 1:12:00 da tarde

CONCORDO!!!
Não me é nada difícil dizer qualquer uma dessas expressões.
Tenho a sorte de:
*Dizer "amo-te" todos os dias;
*Dizer muitas vezes "ajuda-me" e ser ouvida;
*Dizer "desculpa" sem orgulho nem preconceito... todos erramos!

Um big kiss!!!

Blossom disse...
terça-feira, outubro 02, 2007 1:16:00 da tarde

E eu concordo ainda mais com o que acabas de dizer, porque também sou assim :)

Maria Ostra disse...
terça-feira, outubro 02, 2007 1:31:00 da tarde

A mim custa-me! Sobretudo a primeira, grrrrrrr!!! :/

Andreia do Flautim disse...
terça-feira, outubro 02, 2007 1:45:00 da tarde

Eu não tenho problemas nenhuns em dize-las quando é necessário!

VICIO disse...
terça-feira, outubro 02, 2007 2:11:00 da tarde

dizer tres tigres no trigo muito rapido também custa!

Blossom disse...
terça-feira, outubro 02, 2007 2:44:00 da tarde

ahahahahahahah!!! e o que custa dizer isso sem trocar os r todos

anovska disse...
terça-feira, outubro 02, 2007 2:53:00 da tarde

Também num concrodo nada...

(aquele "concrodo" foi dito depois de me ter trocado toda a tentar dizer rápido "três tigres no trigo") :p

DS Gaia disse...
terça-feira, outubro 02, 2007 3:13:00 da tarde

Depende da situação e dos momentos.
Mas isso também tem a ver com o feitio da pessoa, não?! ( ou digo eu com o mau feitio...)

Blossom disse...
terça-feira, outubro 02, 2007 4:07:00 da tarde

AMO-TE!

Blossom disse...
terça-feira, outubro 02, 2007 4:08:00 da tarde

DESCULPA!

Blossom disse...
terça-feira, outubro 02, 2007 4:08:00 da tarde

AJUDA-ME!


não custa nada...e a primeira sabe tão bem...dizer e ouvir...

pronto...I rest my case

DS Gaia disse...
terça-feira, outubro 02, 2007 5:06:00 da tarde

É! Tal e qual como um " linda", não?!

Blossom disse...
terça-feira, outubro 02, 2007 5:15:00 da tarde

ai ai ai ai ai ai ai

isso é uma coisa bem diferente...e tu sabes!

este post hoje não combina nada contigo...se eu soubesse de manhã...não o postava hoje melheri

mi gota de ti ;)

DS Gaia disse...
terça-feira, outubro 02, 2007 5:28:00 da tarde

Se fores a ver pela ordem de ideias não é diferente. Repara, a quem dizes que "amas"? Provavelmente SÓ ao teu Esquilo., certo? Existem várias maneiras de "amar", certo? Certo. Não amas os teus pais da mesma maneira que amas o teu Esquilo, ou os teus amigos, porque isso também é amar, só que não dizes "amo-te", guardas isso para quem TU mais amas. E o " linda" deveria ser esse tipo de palavra... Principalmente quando não estamos habituadas a que essa pessoa o diga. ou do tipo " hoje estás tão linda..." etc etc

Blossom disse...
terça-feira, outubro 02, 2007 5:35:00 da tarde

Sim...só o digo ao Esquilo! E tens toda a razão...foi mal! Entedo- te perfeitamente

Sim...acho que os nossos homens nos deviam dizer mais vezes: hoje estás tão linda, nem que estejas de sopeira, nas lides da casa!

Sim, chamar linda a uma terceira pessoa é mau, revoltante, frustrante! As pessoas deviam medir melhor as palavras e as circunstâncias onde as proferem

Sal e Pimenta disse...
terça-feira, outubro 02, 2007 9:53:00 da tarde

Para mim, há uma dessas que é difícil dizer.

Porquê? Porque tem um significado muito forte. Porque o que se diz é para ter todo o sentido, não é da boca para fora. Não é para ser banalizado.

As outras não me custam nada dizer, mas conheço muito boa gente que tem uma dificuldade incrível de as dizer. Aliás nesses casos, a dificuldade aplica-se praticamente a essas 3 palavras...

Aragana disse...
terça-feira, outubro 02, 2007 10:10:00 da tarde

Tudo depende da gravidade dos "problemas" e das pessoas.

Não tenho minimas duvidas que essas sejam as palavras mais dificeis de dizer!

Blossom disse...
quarta-feira, outubro 03, 2007 9:18:00 da manhã

Sal e Pimenta a palavra "amo-te" não se banaliza de maneira nenhuma. Eu não saio por aí a dize-la a um qualquer, digo-a e repito-a tantas vezes quantas me apetecer à pessoa que amo, e repeti-la não significa banaliza-la, porque é sentida [e muito].
E claro, Aragana depende das pessoas e das situações. Somos todos diferentes, mas, minha opinião, e normalmente, não me é dificil dizer nenhuma delas [evidentemente que há excepções...]

Sara disse...
quarta-feira, outubro 03, 2007 11:25:00 da manhã

Eu concordo que sejam palavras difíceis de dizer porque são palavras fortes, que carregam sentimentos nada banais. Sentimentos que revelam a fragilidade de cada um de nós. Claro que dizer "amo-te" e receber outro "amo-te" de volta é muito bom. Mas não há coisas muito piores que dizê-lo sabendo que não será retribuído. "Desculpa" e "ajuda-me" revelam todo o nosso lado mais fraco, o lado que se engana e o que precisa de alguém. Quanto de nós não gostaríamos de estar sempre certos e não precisar da ajuda de ninguém? Eu admito que gostava. É utópico, mas gostava. :)

Sal e Pimenta disse...
quarta-feira, outubro 03, 2007 11:42:00 da manhã

Blossom, imagino que nesse caso é uma felizarda!

Ainda bem. Que o amor dure e se fortaleça.

É que também acontece as pessoas dizerem "amo-te" mas passados uns tempos (dias, meses, anos) fazem coisas que demonstram o contrário. E não estou a falar de eventos esporádicos.

Não tenho qualquer dúvida que o amor de pais para filhos é fortíssimo e que um poderá com grande probabilidade estar disposto a por exemplo dar um rim para que o outro tenha melhor qualidade de vida, ou no limite dar a vida numa situação improvável de grande perigo. Já o mesmo me parece muito menos provável ocorrer entre casais mesmo que digam "amo-te" com frequência, mas que uns tempos depois até se prejudicam, se seguem caminhos diferentes e encontram um novo alguém a quem voltarão a dizer "amo-te", supostamente com o mesmo entusiasmo de antes.

peace_love disse...
sexta-feira, outubro 05, 2007 11:38:00 da tarde

A primeira digo na boa, já as outras..

eXTReMe Tracker