O drama, o horror...a tragédia

em
Bom dia a todos!

Atão não é que eu vinha muito descansada no bóio, no combóio, sentadita a ler o "Morde-me" quando noto num ligeiro movimento na ponta do meu cabelo.
AAAAAAAAAAAHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!!! Era uma puta de um aracnideo nojento, meio esverdeado e cheio de patas e olhos (belharc, já estou enjoada só de me lembrar) a descer (ou a subir, sei lá eu) pelos fios do meu precioso cabelo...arrrrgggh!!!! que nojeira! Eu odeio, abomino, tremo, tenho tonturas, nauseas, calafrios, tudo por causa destes bichos horrorosos! Eu sofro de aracnafobia (e sim, já vi o filme uma data de vezes, ok é tipo maso!). Fiz um esforço sobrehumano para não me levantar num pulo e começar aos berros (porque ia no comboio e tive vergonha), mas fiz gestos demasiado bruscos porque as pessoas que iam ao meu lado/frente começaram a olhar pasmadas para o que eu ia a fazer, sacudir violenta e vigorosamente as pontas do cabelo e a fazer "argh" e a puta da aranha, em vez de ser projectada para o raio que a parta, resovleu cair em cima da manga do meu casaco (ainda beinhe que trouxe o casaco beije hoje, carago). Mais umas vigorosas sacudidelas até a puta desaparecer! Como não vi para onde ela foi, puta, fiquei cheia de impressão. Ele era comichão por toda a cabeça ( e eu a imaginar de onde raio tinha aparecido a puta, pois eu sei que não passei debaixo de nenhum ninho de aranhas, mas comecei logo a imaginar que estava crivada de pequenos seres rastejantes, cheios de patas e mais olhos, por todo o corpo....). Um drama! Vim o resto do caminho a coçar as pernas, os braços, a cabeça...e estive uns bons 5 minutos a examinar o cabelo à frente do espelho da casinha, justo to be fucking sure!!! I HATE SPIDERS!!!

Para além do medo inato que tenho a estes bichos, só me acontecem cenas maradas com eles. Lembro-me que uma vez caiu-me um ninho cheio delas em cima...foi das piores experiências da minha, até então, curta vida. Era eu aos berros, alucinada, em pânico a ver aquelas coisinhas praticamente microscópicas all over me. De outra vez, também em chavala, tinha ido abrir a cama para me deitar, e quando regressei ao quaro, estava uma puta de uma tarântula em cima da minha almofada...da minha almofada. Ainda hoje estou para saber como é que aquela puta monstruosa foi lá parar em tão curto espaço de tempo...foda-se! Mais um berreiro, lá foi o pai a correr ver o que se passava...eu aos saltos e aos berros...ele não tem mais nada, esborracha a puta com o chinelo, em cima da minha almofada...Que nojo, a almofada foi logo porta fora...

Quanto mais eu fico enojada e em pânico, mais as putas cismam comigo. Como vivo no campo, há assim uma estupidez de bichos que entram pela janela. Apesar de tudo o que rasteja e que tem mais de duas pernas me meter um nojo do caraças, nada se compara à reacção que o meu corpo tem às aranhas. Lembro-me de outra cena, também no quarto e na hora de ir dormir. Quando me fui deitar, senti assim uma pequena mancha perto do tecto...por cima da porta (foda-se, a puta podia ter-me caido em cima!) Era uma tarântula enorme, gorda, preta (se calhar, mas só se calhar, eu estou a exagerar um bocaditito no tamanho da puta). PUTA!!!! Fiquei com o estômago revirado sempre a pensar que ela me podia ter caido em cima. Estive mais de meia hora com a luz ligada, a olhar para ela (e ela, com os seus 727 olhos, para mim, que eu sei!). Nada! Não se mexeu nem um milimetro. Finalmente, ganho coragem para apagar a luz. 2 minutos mais tarde, acendo-a num apíce e não é que a puta estava quase ao lado da cabeceira da cama...o que é que aquela coisa queria comigo? Foda-se...ai cum carai! Mais uma cena...mas lá consegui abafar o guincho, porque já era tarde, mas fui acordar o pai para vir esborachar o bicho...puta!!!

Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta! Puta!

Acho que tenho uma aranha dentro da bota...é impossível não estar lá nada com a comichão que tenho...parece que estou a sentir as patinhas peludas na minha pele...

SOCORRO

12 comentários:

Miguel disse...
terça-feira, abril 08, 2008 11:11:00 da manhã

eu tenho aracnofobia :|

só de ler o post já fiquei nervoso lol

agora havias de me pagar umas mines para acalmar lolol

viver na aldeia é lixado :D eu sei bem o que isso é :d

bjocas

Vício disse...
terça-feira, abril 08, 2008 11:19:00 da manhã

tu não sabes mesmo aproveitar as oportunidades!
podias ter deixado que ela te picasse e transformavas-te na mulher aranha!
(é claro que para isso era preciso que ela fosse radioactiva mas para isso bastava que a metesses a mexer em cima dum radio)
:D

Francis disse...
terça-feira, abril 08, 2008 11:24:00 da manhã

és uma ganda mariquinhas pá...

Blossom disse...
terça-feira, abril 08, 2008 11:40:00 da manhã

Miguel aquilo parece uma selva...só bichedo de toda a espécie, mas spidéres é do que eu tenho mesmo medo!


Vicio, ahahahahahaahah!Eu devia ter-me lembrado...


F man se visses o tamanho da coisa...fuodaxi! Peluda e tudo!!!

(ok, devia ter meio centimetro mas era feia...)

Cati disse...
terça-feira, abril 08, 2008 12:16:00 da tarde

Tarâtulas pá?! Há cá tarântulas?!
LOL

O teu medo de aranhas é proporcional ao meu pavor a gafanhotos. ODEIO GAFANHOTOS, tenho pavor!!!!! E eu também vivo no campo... já tive vários encontros imediatos, incluindo uma vez que um filho da puta de um gafanhoto me entrou no carro em andamento, ia-me matando toda, tás a imaginar a Cati aos zigue-zagues aos gritos dentro do carro, encostei e abri as portas todas e andei com o guarda chuva a afugentar o cabrão de dentro do carro...

No fim fiquei sem saber quem se tinha assustado mais. Se eu ou o gafanhoto. Ou as pessoas que iam passando na estrada...

Ca nojo, moda-focas!!!

Beijoca*

Blossom disse...
terça-feira, abril 08, 2008 12:26:00 da tarde

ahahahahahah....sabes que se arrancares a cabeça a um gafas ele sobrevive um data de tempo antes de empaviar? (eu nunca o fiz, mas ouvi dizer que sim...que nojo, tocar no bicho c'as maos...no way)

Gross...

anovska disse...
terça-feira, abril 08, 2008 12:39:00 da tarde

além do medinho das aranhas que tb partilho, fiquei a saber ontem que nos açores, terra daquele casamento onde vou estar como madrinha há baratas aos pontapés, estou a tentar manter a calma, mas só me apetece dizer que não vou ao casório :S:S:S:S:S:S:S:S

Blossom disse...
terça-feira, abril 08, 2008 12:43:00 da tarde

la cucaracha la cucaracha...ya no puede caminar..porque le falta...porque no tiene...marijuana para fumar

ahahahahahah

é esborracha-las a todas....gross animals...porcas...mas as putas das aranhas são piores...

(porque é que deus criou estes bichos hiper nojentos??? einhe?)

Sara disse...
terça-feira, abril 08, 2008 2:50:00 da tarde

As aranhas são boas para papar os mosquitos; dizimam muitas pragas e são très très importants pró equilíbrio do ecossistema. Não têm é culpa de terem nascido tão feiinhas, taditas!
Eu também não gosto, mas detesto ainda mais as centopeias. É que essas putéfias ainda são mais rápidas! Blhercs. Já me arrepiei toda!

Blossom disse...
terça-feira, abril 08, 2008 2:55:00 da tarde

LOL...putéfias...isso mesmo. Também tenho um episódio com uma, na cama...putas dos bichos que cismam todos comigo e com a minha cama!!! Gross...gross....gross...

Andreia do Flautim disse...
quarta-feira, abril 09, 2008 9:40:00 da manhã

Olha, junta-te ao clube! Eu sou tal e qual, odeio, abonimo aranhas! Cada vez que vejo uma não me consigo controlar, fico estérica! lol

jomaolme disse...
quarta-feira, abril 09, 2008 5:12:00 da tarde

lllllllllllllooooooooooooolllllllllllll!!!
Ai blossom tu nem sabes o momento que me proporcionaste... Até estou a chorar de tanto me rir. Não das situações nem da tua fobia mas sim do modo como descreveste...
Abaixo as essas putas de aranhas, aranhinhas e aranhões...lol

Beijokas:)

eXTReMe Tracker